Região:

min

max

Anuncie aqui

Vilão ou mocinho? Confira os mitos e verdades sobre o salto alto

Ortopedista explica quais os efeitos do uso do acessório

Por Fabrício Santana
(Atualizado em 28/07/2022 - 10h10)
Compartilhar

Ele está presente na vida da maioria das mulheres. Seja no trabalho ou em algum momento de diversão, o salto é um acessório indispensável no guarda-roupas.

Anabela, agulha, bloco, meia pata. Não importa o nome, cada mulher tem o seu preferido para cada ocasião. Mas será que o uso de salto alto faz mal para a saúde?

Segundo o ortopedista Helencar Ignácio, de São José do Rio Preto (SP), o salto alto pode causar dor lombar por aumentar a lordose, ou seja, a curvatura na região baixa da coluna lombar, especialmente se usado com frequência.

“O salto alto pode levar, quando usado diariamente, ao encurtamento do tendão de Aquiles e a sobrecarga na região anterior do pé, o que pode ocasionar dor devido à formação de neuromas (nódulo benigno localizado entre o terceiro e o quarto metatarso do pé), bursite e tendinites”, diz.

O ortopedista explica que saltos acima de quatro ou cinco centímetros podem causar todas as situações descritas acima, especialmente se associados com calçados de bico fino, que piora estas situações.

Além disso, se o salto for muito fino, pode causar instabilidade no tornozelo, podendo levar às entorses e até quedas.

Ortopedista fala sobre salto alto (Foto: Pixabay/Pexels)

 

Há quem diga que quando se acostuma com salto alto, não consegue mais usar calçados baixos. Segundo o médico, a afirmação é puramente uma questão de mudança de hábito.

“O uso de salto alto é elegante e deve ser utilizado, porém com critérios, e não com tanta frequência”, afirma.

Helencar afirma que salto alto não interfere no desenvolvimento de joanetes. “O que pode desenvolver as joanetes são, especialmente, os calçados de bico fino, principalmente se utilizados com frequência”, diz.

Por fim, o especialista alerta que o salto alto não melhora postura, apesar de ser elegante.

“É importante enfatizar que os calçados de salto alto podem e devem fazer parte do acessório, agregam beleza e, muitas vezes, elevam a autoestima. Porém devem ser utilizados com os cuidados necessários”, conta.