Região:

min

max

Anuncie aqui

Alimentos em conserva são saudáveis? Nutricionista tira dúvidas e ensina receitas

Eles podem ajudar com a correria do dia a dia, mas é necessário escolher ingredientes e tomar cuidado com o sódio

Por Fabrício Santana
(Atualizado em 28/07/2022 - 10h14)
Compartilhar

Com a correria do dia a dia, nem sempre é possível ter uma alimentação adequada. Tem quem recorra a lanches rápidos, e há quem tente ter uma alimentação minimamente saudável.

Os alimentos em conserva são práticos e costuma ajudar os “apressados”. Mas será que são saudáveis?

De acordo com a nutricionista Janaína Baptista, de São José do Rio Preto (SP), os alimentos em conservas não são a melhor opção para quem deseja ter uma alimentação saudável, mas com a correria do dia a dia, se forem consumidos com moderação e bem armazenados em recipientes de vidros, não tem tanto problema.

“A melhor escolha sempre será o alimento in natura ou conservas caseiras”, explica.

A nutricionista diz que também é importante observar a quantidade de sódio presente nas conversas.

“Além disso, é importante verificar a quantidade de açúcar, assim como observar também as embalagens (latas) desses alimentos que não podem estar amassadas, enferrujadas e nem estufadas, se existem formação de gases, estufamento da tampa, além de é logico o prazo de validade”, alerta Baptista.

Há quem diga que os alimentos congelados são melhores do que os em conserva. “Os alimentos congelados conservam mais os nutrientes, pois são alimentos conservados em baixas temperaturas, que vão atrasar o crescimento de microrganismos e consequentemente, terão mais tempo de conservação. Os alimentos em conservas são mais prejudiciais, pois passam por processos de esterilização, além da adição de componentes químicos, com o objetivo de eliminar a proliferação de microrganismos indesejáveis e aumentar seu tempo de conservação. Se essa forma de esterilização for feita de mau jeito, pode comprometer a qualidade sanitária dos alimentos, assim como pode haver a redução da qualidade e valor nutritivo”, diz Janaína.

Quanto ao líquido que acompanha a conserva, a nutricionista diz que é melhor evitar. “É melhor evitar consumir a água da conserva por conter muito sódio. Descarte a água. Se mesmo assim continuar muito salgado, ferva os vegetais em água pura (em pouco tempo para que o alimento não amoleça)”.

Os alimentos em conserva devem ser consumidos em média uma vez por semana. Para indivíduos hipertensos, quanto menos, melhor, por conta da quantidade de sódio presente nesses alimentos, alerta a especialista. Confira abaixo algumas receitas.

 

Escabeche de sardinha

Conserva de sardinhas (Foto: Pixabay/lola56)

 

Ingredientes:

800 g de sardinha limpas, sem cauda e sem cabeça

3 cebolas médias cortadas em tiras

4 dentes de alho picados

Meio pimentão vermelho picado grosseiramente

Meio pimentão amarelo picado grosseiramente

10 folhas de alfavaca

1 ramo de orégano fresco

2 xícaras (de chá) de azeite de oliva ou óleo de girassol

1 1/2 xícara (de chá) de vinagre de maçã

1 1/2 xicara (de chá) de água mineral

1 1/2 colher (de sopa) de sal

 

Modo de preparo

Em uma panela de pressão, cubra o fundo com as cebolas e coloque as sardinhas por cima. Acrescente os dentes de alho, os pimentões, as folhas de alfavaca e o ramo de orégano fresco. Coloque o sal, o azeite, o vinagre e a água, tampe a panela e leve ao fogo médio.

Assim que começar a apitar, abaixe o fogo e cozinhe por 20 minutos.

Desligue o fogo e deixe a panela esfriar naturalmente;

Acondicione em pote de vidro esterilizado com tampa hermética.

Dura até 3 dias em geladeira.

 

Berinjela em conserva rara petisco

Veja receita com berinjelas (Foto: Pixabay/furbymama)

Ingredientes:

5 berinjelas de bom tamanho

1 pimentão verde

1 pimentão amarelo

5 dentes de alho

Sal a gosto

1/2 copo de vinagre

1/2 copo de azeite de oliva

2 colheres de sopa de orégano

5 folhas de louro

200 g de uva passa sem caroço

 

Modo de preparo

Corte as berinjelas em fatias e depois em tirinhas.

Coloque numa vasilha com água para não escurecerem (essa é a parte mais demorada).

Faça o mesmo com os pimentões.

Depois de tudo cortado, escorra a água e coloque numa forma grande.

Deixe os pimentões em cima da berinjela.

Regue com um pouco de azeite para não grudar no fundo, cubra com papel alumínio e leve ao forno quente.

Após 40 minutos, aproximadamente, retire o papel alumínio e deixe murchar mais um pouco aproveitando para secar a água que se forma.

Após mais 20 minutos, desligue o forno e reserve a berinjela.

Numa panela pequena, despeje o azeite, o orégano, o louro e o vinagre.

Deixe ferver por alguns minutos até que o cheiro ácido do vinagre diminua (cerca de 3 minutos).

Amasse muito bem o alho com sal.

Misture o alho socado com a berinjela já fria.

Acrescente a uva passa e na sequência a mistura da panela.

 

 

Conserva de cogumelos e folhas de couve

Nutricionista ensina receita com cogumelos (Foto: Pixabay/ExplorerBob)

Ingredientes

500 g de cogumelo Paris ou porto belo

2 folhas médias de couve rasgadas ou picadas

3 dentes de alho picados grosseiramente

1 ramo de tomilho 1 ramo de alecrim 1 ramo de orégano

1 pimenta dedo-de-moça picada grosseiramente

2 xícaras (de chá) de vinagre de maçã

2 xícaras (de chá) de água mineral 1 1/2 colher (de sopa) de sal

 

Modo de preparo

Retire as sujidades dos cogumelos com a ajuda de folhas de papel toalha.

Em uma panela, cozinhe os cogumelos em água fervente por 10 minutos, escorra-os e reserve.

Descasque e pique grosseiramente os dentes de alho. Reserve.

Rasgue ou corte as folhas de couve. Reserve.

Retire as sementes da pimenta, corte grosseiramente.